A Mente - do Tolo e do Sábio

A mente do Tolo, acha tudo difícil, acha que não será possível, que não terá jeito, enfim, que nada se pode fazer. A mente do Sábio, acha que deve-se crer na possibilidade, acha que tudo pode ser feito, desde que se tenha esforço e se planeje, enfim, que tudo pode se fazer.

A mente do Tolo é um estado de evasão, de fuga, de desânimo, de incompreensão, pois no fundo, ele não compreende a realidade, seus motivos, seus fins. A mente do Sábio é uma busca pelo estado de iluminação, onde a criação é possível e o melhor jeito de se fazer algo, vem por intuição, na medida em que a pessoa busca por respostas.

A mente do Tolo é vaga, não tem ponteiro de bússola, não sabe onde é o norte, nem onde o Sol nasce e morre, e que isto são as fases aparentes do dia e nada mais. A mente do Sábio é vazia, mas ordenada, repleta de possibilidades e esperanças, tem como norte a Busca pelo Conhecimento, sabe aproveitar o dia e aguardar durante as noites, e mais, sabe que tudo são fases, e que a luz nunca se vai realmente, apenas está de um outro lado.

A mente do Tolo é tórrida, como a temperatura escaldante do Deserto, onde não se vê natureza, e tudo parece ser apenas miragem (mesmo quando não são). A mente do Sábio é úmida, como uma Floresta Tropical, onde não se vê apenas uma natureza, mas várias espécies dela, repleta que são de informações sobre a vida, pois a têm em si, em seus diversos modelos.

Enfim, é a mente, uma só mente, mesmo a do Sábio e a do Tolo. Apenas, o Tolo, é como a noite da mente, e o sábio, o dia da mente. Não há quem já não tenha sido Sábio, ou Tolo, em alguma fase de sua vida. Mas, é a mesma mente, sendo a Sabedoria ou a Tolice, apenas uma face em vigor, um estado. É claro que preferimos ser Sábios, mas a Sabedoria vem e vai com o Vento, e só encontra parada em Lares dedicados. Ela é um resultado de uma experiência adquirida, de um esforço feito, que se deu, após muitos erros, muitas tolices... Ela é a Glória de um momento de perfeita percepção, de um Estado de Espírito elevado. Não se chega à Sabedoria, sem se ter sido Tolo. E sempre haverá assuntos em que ainda seremos Tolos. Mas é o esforço e a Perseverança, que conduz à pefeição, mesmo que ela nunca possa ser realmente alcançada.

Por isso: Você pode ser Tolo, mas tente ser Sábio...

Escrito em 04/04/2002 - Texto d'Ament - A Voz que voz fala!

OBS: Este texto PODE e DEVE ser divulgado,
mas, mantenham o endereço da fonte: " www.ament.com.br"