O TAO, a Formiga e a Cigarra

Na Fábula da Formiga e da Cigarra:
- Sabe-se que a formiga busca a prevenção.
- Sabe-se que a cigarra busca o deleite.
- Mas e o Homem ???

Busca a ambos, mas, por vezes, se perde,
na tentativa de seguir uma só escolha.
Tal cigarra com frio,
tal formiga frustada,
o homem tem à sua frente,
dois desafios:
- Não deixar de prover seu sustento.
- Não deixar de aproveitar as coisas da vida.

O TAO se esconde entre polaridades...
- Ele as conhece, por isso as evita...
- Ele as tem, por isso as considera parte do caminho...
- Ele as entende, mas não as deixa definir.
Logo, ele as sustenta, mas não mora com elas,
nem sede a seus caprichos.

O que é o Tao então ???
O Tao é o Caminho,
e o Tal do Caminho é o Tao!
Como o caminho,
tem duas margens e duas direções.

Pois bem:
- As direções são escolhas...
- As margens são limites...
- O Caminhante é o Ser...
- O Ser é um caminho...
- Ambos se mostram, quando se vêem...
- Ambos se Ocultam, quando se mostram...

Podemos perceber que:
- Na formiga há demasiado zelo...
- Na cigarra há tamanho desregramento...
Então:
- Como não sê-lo ??? (a formiga)
- Como não fazê-lo ??? (a cigarra)
- Como não perdê-lo ??? (o caminho)

Para o Homem,
à frente do seu destino:
- Há a Fortuna (a Roda)...
- Há a direção (as Escolhas)...
- Há o Equipamento (o carro)...
- Há a meta (o objetivo)...
- Há o medo (a dúvida)...
- Há o querer (a vontade)...
- Ha o esperar (o desejo)...

Quer o homem se mova em qualquer direção,
que saiba fazê-lo com destreza!

Ousar viver,
é reter a vida,
em tudo que ela possa estar...

Mas deve o homem, primeiro,
saber se conter, antes de se soltar...

E mais:
- Lento deve ser o seu caminhar,
para tudo ver, antes de enfrentar...

Pois,

"Sábio não é aquele que tudo sabe,
Mas aquele que tudo quer aprender..."


Escrito em 28/06/2004 - Texto d'Ament - A Voz que voz fala!

OBS: Este texto pode ser divulgado,
mas, mantenham o endereço da fonte: " www.ament.com.br"