O Anjo e o Reino

Havia um anjo, que morava no alto de uma torre de um reino. O Rei deste reino, era muito austero com seus subordinados. Travava a todos com muita justiça, mas cobrava caro os erros de cada um.

Certa vez, acometeu-se de um erro grave, a própria filha do Rei. A sentença estabelecida para aquela ação, era o amputar das duas mãos.

Chegou o dia de executar a sentença, e o Rei se viu frente a todos, com sua filha à sua frente, na posição para a execução da sentença. O cortador já estava pronto para executa-la, quando o anjo falou na mente do Rei:

O Rei, em sua mente, não entendendo a origem daqueles pensamentos, pensou em resposta:

O Anjo disse-lhe, da mesma maneira:

O Rei, aturdido, olhava para sua filha e esta lhe olhava nos olhos. De sua face corriam lágrimas, e também nas faces do Rei.

Quando o cortador ia iniciar seu corte, o Rei gritou:

O cortador parou, todos se entreolharam e se dispersaram felizes com a boa nova.

À noite, quando o Rei dormia, ele se viu no lugar de sua filha, e no trono, estava um anjo. O cortador se preparava para cortar-lhe as mãos. Ele olhava para o anjo e este não dizia nada. Então o cortador desferiu seu golpe. O Rei gritou, ao sentir a dor, e chorou, de olhos fechados... Quando, porém, abriu seus olhos, suas mãos estavam lá. Ele então ouviu do anjo:

Ao fim destas palavras, o Rei acordou assustado e olhou correndo para suas mãos. Elas estavam lá. Nunca ele as olhou com tanto cuidado e carinho.... Percorreu com profunda concentração, cada parte delas... suas linhas, seus dedos....

Pela manha, o rei mandou convocar todos aqueles que tinham sofrido com suas penas. Então, quando todos estavam presentes em seu salão, assim falou:

Após aquele dia, este anjo deixou este reino e foi para outro, onde ele seria mais necessário...